FANDOM



A Génese de TorilEdit

Lorde Ao criou o universo que alberga o mundo de Toril. O universo encarregou-se de fazer coalescer a sombra infinita de forma a dar corpo a duas esbeltas deusas gémeas. As deusas deram forma aos céus e criaram Chauntea, o corpo do mundo de Toril. Assim, Toril foi iluminado pela luminescência da deusa Selûne, e obscurecido pelo abraço da sua gémea, Shar. Quando Chauntea pediu calor para que o mundo pudesse ter vida, as gémeas discordaram, e entraram em guerra. Deste confronto nasceu Mystryl, a deusa da magia. Enquanto o confronto entre as deusas gémeas se perpetuava, surgiram em Toril as cinco “raças da criação”: os sáurios, os dragões, os anfíbios metamorfos, as fadas, e por último os humanos. Das cinco raças da criação apenas os dragões e os humanos sobreviveram até aos dias de hoje. Os dragões foram durante muito tempo donos incontestáveis de Toril, enquanto os humanos, apesar de demorarem muito tempo a evoluir, foram os únicos que se conseguiram estabelecer num estado de civilização conjunta. Com a descoberta da magia por algumas das raças da criação, alguns indivíduos começaram a descobrir os outros mundos e planos, e a viajar para eles. Esta descoberta trouxe também nativos de outros mundos para Toril, nomeadamente anões, treants, elfos, ilithids, halflings, gnomos e gigantes. Os anões e os elfos mostraram ser os únicos capazes de estabelecer grandes impérios, com os elfos a colonizar inicialmente as Ilhas de Evermeet e as Ilhas Moonshae, enquanto os anões se estabeleceram no norte e sul de Faerûn – nome dado ao grande continente que domina o mundo de Toril. As relações entre elfos e anões não foram muito cordiais, tendo sido necessária a intervenção dos amistosos gnomos para mediar as duas facções.


O Calendário de FaerûnEdit

Em Toril cada ano tem doze meses, cada mês tem trinta dias, e cada semana é composta por dez dias.
Os historiadores reconhecem a existência de diversos calendários - há referências a calendários dracónicos com milhares de anos - mas Faerûn reconheceu como sendo o "Ano Um" aquele em que foi erigida a "standing stone".
A antiga Corte Élfica de Cormanthor observava com preocupação o crescimento das populações humanas em redor das suas florestas, e compreendeu que forçar a separação entre elfos e humanos iria levar ao desastre. Assim, foi assinado o "Pacto dos Dales" - Dalereckoning - como sinal da amizade entre elfos e humanos. Esse é considerado o primeiro ano da História recente, e esse é reconhecido como o calendário de referência por todo o continente de Faerûn.


ElfosEdit

Tel'quessir. É este o nome que os elfos dão a si próprios. Algo que na linguagem comum pode ser traduzido como "o povo sereno". Os elfos não são originários de Toril. Vêm de outro mundo, chamado Arvandor. Corellon Larethian foi o deus criador dos elfos, e o Primeiro da Seldarine, o panteão élfico. A sua esposa, Araushnee, era a deusa do destino dos elfos, conhecida como a "Tecelã do Destino". Corellon e Araushnee tiveram dois filhos, um rapaz, Vhaeraun, e uma rapariga, Eilistraee. Muito diferente dos restantes membros da Seldarine, Araushnee era ambiciosa e invejosa, e planeou a morte do seu esposo, aliando-se com vários inimigos de Corellon, entre os quais Gruumsh, deus-pai dos orcs. Graças a Sehanine Moonbow, a mais poderosa divindade da Seldarine, o plano de Araushnee e do seu filho Vhaeraun falhou. Corellon baniu a sua esposa para o Abismo, transformando-a numa aranha demoníaca. Os filhos de ambos seguiram Araushnee - que doravante passou a chamar-se Lolth -, Vhaeraun para partilhar o castigo da mãe, e Eilistraee de livre vontade por sentir que um dia seria necessário contrariar este mal. Lolth descobriu que através da adoração por parte dos mortais poderia um dia recuperar os seus poderes divinos, e então começou a aliciar os elfos negros, ajudando-os durante aquelas que ficaram conhecidas como "As Guerras das Coroas". Ao descobrir o que se estava a passar, Corellon baniu os elfos negros para o Underdark, apelidando-os de "drow", e criando um corte profundo com as restantes raças élficas, dez mil anos antes de ser estabelecido o Pacto dos Dales.

Há seis raças élficas em Faerûn: moon elves, sun elves e wood elves, que respondem perante a Corte Élfica de Evermeet, e ainda wild elves, sea elves e drow.


CalimshanEdit

Ver: link


Mapa de FaerûnEdit

(clicar no mapa para aumentar)

Faerun political

Mapa político de Faerûn

Ad blocker interference detected!


Wikia is a free-to-use site that makes money from advertising. We have a modified experience for viewers using ad blockers

Wikia is not accessible if you’ve made further modifications. Remove the custom ad blocker rule(s) and the page will load as expected.